Escolha seu país ou região.
Brasil Brasil Ok Change
 Transporte mais seguro para os recursos minerais do Canadá

Transporte mais seguro para os recursos minerais do Canadá

Home Mídia Stories Transporte mais seguro para os recursos minerais do Canadá

Transporte mais seguro para os recursos minerais do Canadá

O porto de Vancouver (Canadá) apresenta o maior volume de exportação em toda a América do Norte. <br/>Foto: Shutterstock

Nas enormes docas do Porto de Vancouver (Canadá) despacha-se um dos materiais mais importantes para a economia da alimentação do mundo: a potassa. Como nutriente vegetal solúvel em água, ela é praticamente indispensável aos fertilizantes e, portanto, essencial para a agricultura global. Pois para alimentar a sempre crescente população mundial de hoje e do amanhã, são cada vez mais importantes os fertilizantes, que promovem o crescimento saudável das plantas.

O Canadá é o maior produtor e exportador de potassa do mundo. De acordo com informações do Ministério de Recursos Naturais do Governo Canadense (Natural Resources Canada), em 2017 o país exportou cerca de 19 milhões de toneladas de potassa, sendo líder com quase 40% do comércio exterior global. De acordo com os cálculos do Natural Resources Canada, há cerca de um bilhão de toneladas de potassa no país dos mares e das matas – o que representa cerca de um quarto das reservas mundiais.

Desempenho ainda melhor das correias transportadoras com o ContiPlus 

E para que a potassa chegue de modo seguro e eficiente aos clientes de todo o mundo, nós entramos em campo. Em um dos maiores locais de transbordo do Canadá, a nossa solução de serviço digital ContiPlus – que é ao mesmo tempo um portal na web e um aplicativo – fornece dados importantes aos equipamentos que operam com as nossas correias transportadoras, aumentando assim a confiabilidade na qualidade do transporte da potassa. No Porto de Vancouver, as correias transportadoras transportam a potassa para outros pontos de armazenagem ou diretamente aos contêineres para que se faça o despacho. As quantidades – e também a carga sobre as correias transportadoras – são gigantescas: os terminais responsáveis têm dois cais para a operação da potassa. Um deles dispõe de dois carregadores de navio de tipo quadrante que operam simultaneamente — cada um com capacidade nominal de 2.500 toneladas por hora. O segundo tem um carregador de navios de tipo linear, que também pode carregar à taxa de 2.500 toneladas por hora.

 
Lyall Sharman Como Gerente Comercial de Área, Lyall Sharman é a pessoa de contato para tratar de produtos industriais junto aos clientes de Vancouver, no Canadá:

“Com o ContiPlus, a transparência aumenta significativamente. Cada novo colaborador tem acesso imediato às informações completas — ou seja, vê de pronto o histórico do sistema de correias. Isso poupa muito tempo e dinheiro.”
 

Previsões e informações exatas sobre a condição do sistema de correias transportadoras

Para que as nossas correias transportadoras possam suportar essa quantidade de material e receber manutenção preventiva, os operadores do terminal utilizam o nosso software ContiPlus, com o respectivo aplicativo. Assim, por meio do monitoramento da situação, é possível otimizar ainda mais os equipamentos das correias transportadoras e seus processos. Assim, com um monitor móvel é possível medir a espessura da superfície de cobertura da correia transportadora a cada intervalo, salvando essas informações num banco de dados. Assim surge um retrato completo da situação. Com base nos dados, o programa pode predizer quando será necessário substituir uma correia por conta de abrasão. Assim pode-se fazer pleno uso da vida útil da correia transportadora e, ao mesmo tempo, prevenir falhas. “É uma vantagem econômica importante”, diz Lyall Sharman, Gerente Comercial de Área da Continental. “Quando a correia alcança quase o fim da sua vida útil, o cliente, distribuidor ou colaborador de vendas recebe uma notificação no celular para que coordene a substituição.”

Transparência é tudo

As correias transportadoras da Continental transportam, no porto de Vancouver, a potassa diretamente aos contêineres para que se faça o despacho.. </br>Foto: ShutterstockA grande vantagem do ContiPlus é que o sistema pode reunir, analisar e documentar dados que pertencem a um sistema de correias transportadoras. “A transparência aumenta significativamente. Cada novo colaborador tem acesso imediato às informações completas — ou seja, vê de pronto o histórico do sistema de correias. Isso poupa muito tempo e dinheiro”, enfatiza Lyal Sharman. Estamos sempre desenvolvendo e expandindo o sistema ContiPlus com base nas necessidades de clientes individuais e do mercado. Então agora temos, por exemplo, uma nova interface com uma estrutura de pastas que permite uma visão geral fácil. Outros complementos estão em planejamento. O sistema ContiPlus vai muito além do mercado canadense. Já está disponível nos EUA, no México, na Austrália, no Chile e no Brasil. Outros países se encontram em fase de testes.

E assim fazemos uma contribuição decisiva para que seja suprida a demanda mundial de potassa — para uma agricultura garantida e uma produção de alimentos que seja suficiente.

 

Download